Nossos Telefones:

(31) 3212-4599
(31) 99704-4500

Receba o nosso Newsletter!

NOTA DE ESCLARECIMENTO CORRIDA DO GALO

Corrida do Galo 2018 - Esclarecimento da FMA 
#corridadogalo #galorunner #corridadogalo2018

NOTA DE ESCLARECIMENTO
FEDERAÇÃO MINEIRA DE ATLETISMO - FMA, vem, tornar público e esclarecer que houve alguns questionamentos relativos à Corrida do Galo 2018, os quais estão sendo veiculados nas redes sociais e demais canais de informação. 
Nesse sentido, passa a expor:
1 – De acordo com Art. 67 do Código de Trânsito Brasileiro: 
As provas ou competições desportivas, inclusive seus ensaios, em via aberta à circulação, só poderão ser realizadas mediante prévia permissão da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via e dependerão de:

I - autorização expressa da respectiva confederação desportiva ou de entidades estaduais a ela filiadas;

No mesmo sentido, cumpre salientar que aludida norma estabelece que o evento desportivo em via pública, inclusive seus ensaios (Treinão, Treino, Evento Beneficente etc.) depende de prévia autorização da Secretaria de Trânsito local e da Federação respectiva da modalidade. 
Nesse sentido, cumpre salientar que para obtenção do PERMIT o Organizador ou a empresa Organizadora do evento tem que garantir o mínimo de segurança e estrutura para os atletas participantes e público presente e do evento.
E ainda, as informações relacionadas com o evento são passadas do Organizador do Evento para Federação Mineira de Atletismo, através do Formulário de Homologação, onde este Organizador descreve e se compromete com as informações do evento. 
Ressalta-se que a Norma nº 07 da Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt esclarece e também estabelece as normas para a Homologação de Corridas de Rua.
Com efeito, as funções da Federação Mineira de Atletismo quando atua nos eventos desportivos são:
• Fiscalizar o percurso de acordo com o que foi passado no Formulário de Homologação, que compreende a sinalização da via, o fechamento da via, a segurança do percurso, os pontos de hidratação, dentre outros, em conformidade com a previsão inserta no Formulário de Homologação e Regulamento do Evento.
• Na Largada e na Chegada, as funções dos árbitros são de verificar a segurança e espaço para os participantes, e a validação do Resultado Oficial do evento através de conferência e registro dos tempos de cada atleta.
• Cabe ainda destacar como obrigação do árbitro, o cumprimento das regras do Atletismo de acordo com as normas estatuídas pela IAAF, CBAt e Regulamento específico do Evento, e, ao mesmo tempo, apoiar o Organizador do Evento, que no caso é o Diretor da Prova, naquilo que for pertinente, não podendo, portanto, tomar nenhuma providência relacionada a atos que não estejam relacionados com a parte técnica do evento.
• É de bom alvitre salientar que inclusive no caso de possível desclassificação de atleta, esta responsabilidade é do Diretor da Prova, que também é o responsável pela aprovação da documentação junto aos órgãos públicos responsáveis pelo funcionamento do evento para o qual ele fora contratado.

Cabe esclarecer que a Federação Mineira de Atletismo, SOMENTE quando solicitada pelo Organizador da Prova ou Empresa Organizadora, fará a Medição Oficial do Percurso da prova, fazendo-o em conforme com o que está prescrito nas iras da NORMA 10 CBAt. e que no evento, ora comentado, não houve solicitação para tal mister por parte do organizador da Corrida Do Galo, a qual foi realizada no dia 29/08/2018.A Federação Mineira de Atletismo se coloca à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários para elidir as dúvidas que por ventura não ficaram claras e reafirma o seu compromisso e empenho com o crescimento do pedestrianismo, mormente em Minas Gerais e, ao mesmo tempo, reafirma que não tem como ser responsabilizada pelos fatos ocorridos por ocasião da aludida competição.
Repisa-se, a federação mineira de atletismo não teve nenhuma participação e responsabilidade sobre a medição dos percursos das provas deste organizador, bojo dessa nota explicativa. 
Por fim, a organização e execução do evento não estão sobre responsabilidade da Federação Mineira de Atletismo, que por sua vez não reconhece como válidos os tempos registrados nas modalidades de 5 km e 10 km da Corrida do Galo 2018, não podendo, portanto, homologá-los pelos motivos alhures, reconhecendo entretanto a capacidade técnica da empresa Fender para organizar eventos desportivos.
Belo Horizonte, 31 de julho de 2018.

MAURO ROBERTO FONSECA FRANÇA.
Presidente da Federação Mineira de Atletismo